Arquivo mensal junho 2016

Nesta sexta Coomafir mostra conquistas: dois veículos conseguidos

Matéria divulgada em Principal, www.oestegoiano.com.br – 30/06/2016.

Otoni prestigia inauguração da nova sede do CMEI José Cupertino de Paula

Pelos 109 anos de Anápolis, a Prefeitura, via Secretaria Municipal de Educação, entregou a nova sede do Centro Municipal de Educação Infantil José Cupertino de Paula, localizado no setor Industrial Munir Calixto. A unidade, que antes contava com quatro salas, passou agora para o padrão Proinfância. Esta é 17ª unidade inaugurada nos moldes do Ministério da Educação na cidade desde 2009.

O Deputado Federal Rubens Otoni prestigiou a solenidade de inauguração ao lado do prefeito João Gomes, da primeira-dama, Lucimar Gomes, da secretária municipal de Educação, Virgínia Pereira de Melo, do ex-prefeito e neto de José Cupertino de Paula, Ernani de Paula, do ex-prefeito Antônio Gomide, do presidente da Câmara, Lisieux Borges, acompanhado de vereadores, secretários municipais e outras autoridades.

A população também esteve na solenidade e acompanhou a nova estrutura do CMEI que visa atender as famílias que moram tanto na região em que está localizado quanto nas adjacências, garantindo o acesso das crianças à educação. A nova sede oferece turmas para berçário, maternal I e II, jardim I e II. Um aumento de 100, para o próximo semestre, de vagas na rede municipal de ensino infantil. Uma delas é a vendedora Jéssica Rodrigues que espera ter seu filho Luan, de três anos, matriculado na unidade. “Vai facilitar o meu trabalho”, disse ela.

Estrutura

O CMEI José Cupertino de Paula tem área construída de 1.211,92 m², com quatro berçários, salas de aula, solarium, playground, pátio coberto e refeitório. Possui, ainda, laboratório de informática, sala de leitura, lactário, lavanderia, cozinha completa e estacionamento. 

A unidade segue o modelo do Proinfância e, assim como as demais da rede municipal de ensino, fornece aos alunos refeições reforçadas – café da manhã, almoço, lanche e jantar – com cardápio elaborado por nutricionistas. Desde 2009, a administração municipal construiu 16 Centros Municipais de Educação Infantil, contribuindo para garantir que pais e mães tenham condições de se manter no mercado de trabalho enquanto seus filhos recebem os cuidados necessários para o seu desenvolvimento físico e cognitivo.

Comunicação Deputado Federal Rubens Otoni 

 

 

Mudanças na Lei Maria da Penha ameaçam proteção às mulheres

Tramita no Congresso Nacional uma proposta de alteração da Lei Maria da Penha que, na opinião de Eleonora Menicucci, ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres do governoDilma Rousseff, é um retrocesso, pois pode significar numa diminuição da proteção às mulheres.

De autoria do deputado federal Sérgio Vidigal (PDT/ES), o PLC 7/2016 tem como relator o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP). O projeto aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nesta quarta-feira (29) prevê, entre outras mudanças, que a autoridade policial tenha poder para determinar medidas protetivas às mulheres vítimas de violência, antes mesmo de autorização judicial.

“Eu não sou contra alterações. Não acho que as leis são estáticas. Acredito que elas devem ser melhoradas, mas isso não é melhoria”, afirmou a ministra.

Para Menicucci, um dos retrocessos está no fato do projeto não ter sido debatido com a sociedade.

“As mulheres, objeto da violência e sujeito do enfrentamento, têm necessariamente de serem ouvidas. E o movimento não foi ouvido, as mulheres não foram ouvidas. Então é um retrocesso, pois está tirando as mulheres do lugar de sujeitos de definir o que é melhor para elas”, destacou.

A ministra do governo Dilma lembrou, ainda, que a Lei Maria da Penha é fruto de um amplo debate na sociedade, que contou com a participação de ONGs, feministas, especialistas, juízes, delegadas. “Ela levou dois anos para ser construída e formulada”, acrescentou.

Além de não ouvir as mulheres, o relator tucano quer votar as alterações em caráter de urgência. Na avaliação de Menicucci, isso faz parte da agenda maior dos golpistas.

“Isso é porque esse Ministro da Justiça, que acabou com a Secretaria de Políticas para Mulheres e colocou-a como um puxadinho do Ministério da Justiça, quer legitimar a construção de um departamento de violência contra as mulheres dentro da Polícia Federal. Isso para mim está articulado”, afirmou.

Por isso, segundo Menicucci, aceitar essas alterações sem diálogo é aceitar e legitimar um governo golpista.

“É uma medida que vai contra toda nossa proposta do programa Mulher Viver Sem Violência, que é a implementação da Lei Maria da Penha”, completou.

Ameaça à proteção de mulheres vítimas de violência

Segundo a senadora e procuradora da Mulher do Senado, Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), há uma preocupação das mulheres de que, com a proposta de alteração, as ações de proteção piorem, ao invés de melhorar.

“Parece até um contrassenso, mas é verdade. Porque a maior parte dos problemas hoje se encontra exatamente nas delegacias, onde as mulheres vão fazer uma reclamação e muitas vezes nem o Boletim de Ocorrência é feito. E quando é feito, a mulher é convocada para em outra oportunidade prestar depoimento, quando é algo que tem que ser feito na hora”, explicou em entrevista à Rádio Senado.

Eleonora Menicucci concorda com a parlamentar do PCdoB. De acordo com a ministra, dar mais poder à autoridade policial não colabora com o enfrentamento a esse tipo de violência, até porque as delegacias não estão dando conta nem das atuais atribuições.

“As delegacias especiais da mulher não estão funcionando 24 horas por dia, nem funcionando nos feriados. Elas funcionam de 8h da manhã às 18h, ou seja, horário de experiente. Mas a violência e o estupro não acontecem apenas em horário de expediente”.

Atribuições dos governos estaduais, as delegacias estão mal equipadas, “de profissionais, de infraestrutura, de viaturas, não são interdisciplinares, não têm psicólogo, assistente social, advogado”.

“Isso porque os governos estaduais não dão importância às delegacias e não colocam recurso. Vide a de São Paulo. Eu sou uma das fundadoras da delegacia da Mulher de São Paulo, quando estava na sociedade civil. A delegacia era um primor. Agora, ela tem uma delegada e não funciona além das 17h”, contou.

Já a senadora enfatizou outro problema com essa possível alteração da Lei Maria da Penha. “O perigo é de se dar o poder exagerado à polícia e reforçar o caráter truculento e policialesco do Estado brasileiro”.

Vanessa afirmou que sugeriu uma Audiência Pública e defendeu o adiamento da votação do projeto no Senado, para que se possa debater com todos os segmentos de mulheres e dos órgãos envolvidos nessa questão.

“Porque só os delegados defendem isso. Os demais segmentos, como o Ministério Público, a Defensoria Pública, o Poder Judiciário, as entidades de mulheres, as ONGs, todos se manifestaram contra”, explicou.

Lei Maria da Penha

Sancionada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Lei Maria da Penha completa 10 anos em agosto e consolidou-se como um dos mais importantes paradigmas jurídicos para o enfrentamento à violência contra as mulheres.

“A Lei Maria da Penha é o maior marco legal, eficaz e eficiente no enfrentamento à violência contra as mulheres”, ressaltou Menicucci.

“É uma Lei muito importante, uma das mais importantes do mundo nessa temática e que tem o objetivo de proteger a mulher contra as ações de violência que infelizmente no nosso País têm sido crescentes”, completou a senadora.

Comunicação Deputado Federal Rubens Otoni 

 

Pré candidato a prefeitura de Luziânia-GO Didi Viana, fala sobre cenário atual do município; Acompanhe o vídeo

Matéria divulgada em Notícias, www.ceilandiaemalerta.com.br – 29/06/2016.

Prefeitura inaugura nova sede do CMEI José Cupertino de Paula no setor Industrial Munir Calixto

Matéria divulgada em Notícias, www.anapolis.go.gov.br – 29/06/2016.

PT e Dilma discutem ações conjuntas para derrotar o golpe

A presidenta eleita Dilma Rousseff se reuniu, na terça-feira (28), com a Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores. O encontro aconteceu no Palácio da Alvorada, em Brasília, e contou com a presença do presidente do PT, Rui Falcão; do secretário de Comunicação e vice-presidente, Alberto Cantalice; do secretário de Finanças, Marcio Macêdo; do líder do partido na Câmara, deputado Afonso Florence (PT-BA), entre outros representantes da sigla.

De acordo com Rui Falcão, durante o encontro, a presidenta fez uma “apreciação” sobre a conjuntura política do país, das razões do golpe, das possibilidades de ela retornar à Presidência com novos compromissos com o país e sobre o diálogo constante que tem mantido com os senadores.

Ainda segundo o presidente do PT, Dilma deve divulgar esses compromissos através de uma “carta” aos brasileiros. “Ela tem umas 3 ou 4 propostas que serão examinadas com os partidos que a apoiam e também com a Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo”, disse Rui.

A Executiva do PT sugeriu que a presidenta continue com as viagens, apesar da restrição imposta pelo presidente golpista Michel Temer (PMDB). Após parecer da Casa Civil, o governo golpista restringiu o uso de aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) por Dilma. Para fazer os trajetos fora da rota Brasília-Porto Alegre, a presidenta deverá fazer o ressarcimento dos gastos com as viagens.

“Também sugerimos que ela siga com as entrevistas, principalmente com a imprensa internacional e com o rádio. E que Dilma mantenha uma coordenação política cotidiana para conseguir a volta à Presidência da República”, contou Rui Falcão.

Para fazer o ressarcimento das viagens, deverá ser lançado, ainda nesta semana, umcrowdfunding. “Ela precisa de recursos e duas amigas dela estão lançando um crowdfundingque vai ser arrecadação através do site Catarse”, explicou o presidente do PT.

Além da Executiva do PT, participaram da reunião os ministros do governo eleito Jaques Wagner e Ricardo Berzoini.

Comunicação Deputado Federal Rubens Otoni 

 

Fundação Perseu Abramo e PT criam curso para candidatos a vereador

A Fundação Perseu Abramo (FPA) e o Partido dos Trabalhadores (PT) criaram o “Curso de formação das pré-candidaturas a vereador e a vereadora para as eleições de 2016″. A proposta é destinada a três grupos: aos interessados e às interessadas em se candidatar; aos coordenadores e às coordenadoras de campanhas, e; aos e às dirigentes partidários que  terão papel direto nas campanhas.

O curso é realizado à distância através da plataforma de EaD da FPA e tem a vantagem de oferecer vídeos e textos que podem ser acessados a qualquer momento durante a campanha.

São sete aulas que vão ajudar a estruturar a campanha de uma candidatura, em um total de 35 horas de carga. Os inscritos podem optar pelo horário que melhor se encaixar em sua rotina.

As aulas virtuais vão debater temas variados e caros a uma campanha, como Ética Partidária para as Eleições de 2016, com exposições do presidente nacional do PT, Rui Falcão, e do secretário nacional de formação política, Carlos Henrique Árabe.

As exposições também passam pelo debate sobre a cidade, com Ermínia Maricato e Márcio Porchmann. Já Paulo Fiorilo fala do papel do candidato e da candidata petista na organização de sua campanha.

Além disso, Ana Perugini e Mauro Zeuri expõem a organização mais formal de campanha; por sua vez, Antonio Alves Filho, o Cony, discute planejamento e agenda de campanha e as condições jurídicas e as novidades da legislação para 2016. O curso termina com um debate sobre o papel da comunicação e das mídias sociais, com Nina Santos.

Em cada aula, os participantes terão três tarefas: assistir a um vídeo de, em média, 15 minutos sobre o tema; ler um texto que ajuda a estruturar os temas de campanha, de cerca de nove páginas, e fazer uma breve atividade de fixação do conteúdo em que casos e dilemas para o candidato são explorados.

Terminadas as atividades, a FPA emite um certificado de conclusão àqueles que executaram todas as atividades.

O intuito geral é ajudar nos debates e organizações de campanhas tipicamente petistas. O objetivo é dar ferramentas para o pré-candidato e pré-candidata do partido organizar sua agenda de trabalho e enfrentar o atual contexto de ataques ao PT.

O curso é gratuito e exclusivo a filiados e filiadas. Acesse o site da Fundação Perseu Abramo para saber mais detalhes e fazer sua inscrição.

 

Comunicação Deputado Federal Rubens Otoni

 

Anápolis ganha nova base do SAMU

Ao lado do prefeito João Gomes e do secretário municipal de Saúde, Luiz Carlos Teixeira, o Deputado Federal Rubens Otoni participou da inauguração da nova base descentralizada do SAMU 192 em Anápolis. A solenidade ocorreu na terça-feira, 28, na Praça Castro Alves, Jardim Alexandrina, em frente ao Sesi da Vila Jaiara.

A nova base tem como principal função dar apoio à base atual, localizada na Avenida JK, região sul da cidade. Os estudos realizados pela equipe administrativa do SAMU 192 Anápolis apontaram que havia mais agilidade nos atendimentos da região sul. Para atender ocorrências da região norte, as viaturas precisavam atravessar toda a cidade.

O objetivo, agora, é que o tempo resposta do socorro seja semelhante, independente do endereço da ocorrência. O secretário municipal de Saúde, Luiz Carlos Teixeira, explica que a ideia é que quem necessite de um atendimento de urgência, espere menos. “Fomos elogiados pelo Ministério da Saúde pelo nosso compromisso e responsabilidade em investir nestes serviços”.

O diretor do SAMU Anápolis, Marcelo Lagreca, ressaltou que a medida também pode ajudar a diminuir casos de sequelas e óbitos. “Nossas equipes estarão fazendo a cobertura de toda a cidade, mas com esta nova base conseguimos mais agilidade”, falou.

O SAMU atende, em média, três mil chamados por mês. Na nova base ficarão disponíveis duas viaturas de suporte básico e, para cada uma, um condutor e um técnico de enfermagem.  As unidades de suporte avançado continuam na sede da Avenida JK, além de mais duas de suporte básico, porque atendem toda a Regional Pirineus e sua localização é estratégica. Já as motolâncias poderão ser remanejadas de acordo com a frequência de chamados do dia.

O evento de inauguração também contou com as presenças da primeira-dama Lucimar Gomes,do presidente da Câmara, Lisieux José Borges, dos vereadores Jean Carlos, Geli Sanches, Eber Mamede, Paulo de Lima, Gleimo Martins, Frei Valdair, Pedrinho do Porto Rico e Luiz Lacerda, entre outras autoridades.

Comunicação Deputado Federal Rubens Otoni 

SAMU ganha nova base de operações para agilizar atendimento na região norte

Matéria divulgada em Notícias, www.anapolis.go.gov.br – 28/06/2016.