Notícias

Números de eleitores aptos a votar fora do Brasil cresce 68,2%

Dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontam que, neste ano, 337,1 mil eleitores que vivem fora do país estão aptos a eleger o presidente da República mesmo não comparecendo a uma zona eleitoral no Brasil.
 
De acordo com o levantamento, o país que terá mais brasileiros votando será os Estados Unidos (108,6 mil eleitores), seguido por Japão (30,6 mil), Portugal (30,4 mil), Itália (20,9 mil) e Alemanha (17,5 mil). Para votar, é preciso ter mais de 18 anos e título de eleitor registrado no exterior. Já aqueles que, mesmo residindo em outro país mantêm seu domicílio eleitoral em município brasileiro, precisam justificar a ausência nas urnas.
 
Para se habilitar a votar no exterior ou regularizar sua situação eleitoral, o cidadão deveria ter comparecido até 7 de maio deste ano à sede da embaixada ou da repartição consular com jurisdição no país em que mora, ou, ainda, a qualquer cartório eleitoral no Brasil.
 
Vale lembrar quem mora no exterior não é obrigado a transferir seu título de eleitor para votar na embaixada de onde vive, pois a transferência é facultativa.
 
Nas eleições de 2010, de acordo com o TSE, 252 locais de votação foram distribuídos por 113 países. Ao todo, 624 seções eleitorais foram instaladas e 200,3 mil eleitores estavam aptos a votar.
 
Assessoria de Comunicação
assessoria.imprensa@rubensotoni.com
(62) 3092-6225 / 3701-0619