Notícias

Trilhos da Ferrovia Norte-Sul são aprovados em testes

Os trilhos da FNS (Ferrovia Norte-Sul), entre Palmas (TO) e Anápolis (GO), foram aprovados em uma inspeção realizada para verificar possíveis problemas no trecho. Os ensaios foram realizados por uma empresa contratada pela Valec, por determinação do Ministério dos Transportes. O objetivo foi verificar, de forma conclusiva, as condições da ferrovia e, se encontradas, como as falhas poderiam comprometer o nível de segurança operacional da mesma. 
 
Ao fim dos trabalhos, dois relatórios finais foram produzidos. Um foi produzido em campo e o outro, após análises laboratoriais. Conforme a Valec, ambos afirmaram que os resultados obtidos atendem às especificações da estatal, e que “todos os lotes considerados estão de acordo com o esperado pelo tipo de material e sua aplicação” e que “não haverá comprometimento à segurança e à vida útil do trilho”. Ensaios complementares realizados pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) apontaram, ainda, que os trilhos adquiridos pela Valec na construção do trecho atendem tecnicamente à demanda de tráfego da Ferrovia Norte-Sul. 
 
Para o deputado Rubens Otoni, a Ferrovia Norte-Sul é uma realidade. "Os governos Lula e Dilma, após 27 anos, retomaram essa obra que é atualmente a coluna vertebral do Brasil, é a ferrovia das ferrovias, que corta de Norte a Sul o País. Seu funcionamento trará distribuição de riquezas e desenvolvimento às regiões", pontua.
 
O trecho de Palmas a Anápolis tem 855 quilômetros de extensão. As obras foram concluídas e entregues em 22 de maio de 2014 e executadas pelo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), num total de R$ 4,2 bilhões. 
 
 
Texto: Publica Marketing Digital com informações da Valec
 
Assessoria de Comunicação
assessoria.imprensa@rubensotoni.com
(62) 3092-1013 / 3701-0619