Dia da Mulher é Dia de Luta

O Dia Internacional da Mulher é dia de luta, de relembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres ao longo dos anos. Mulheres do mundo todo se mobilizam nesta data, e no Brasil não é diferente, pois, as brasileiras foram muito atingidas pelos retrocessos do atual governo. 

 

 A lei do teto dos gastos que congelou por 20 anos os gastos sociais e a reforma trabalhista atingem principalmente as mulheres, e com maior intensidade as mulheres do campo, negras, indígenas e moradoras das periferias. A retirada da Reforma da Previdência da pauta da Câmara é uma das poucas conquistas a ser comemorada, que é resultado de muita luta, principalmente das mulheres. 

 

A maioria dos alunos de universidades brasileiras é mulher, graças ao Fies, ao ProUni e a expansão do sistema público de educação durante os governos Lula e Dilma. O Bolsa Família mudou a realidade de milhares de mulheres que viviam em situação de miséria. Todas estas conquistas estão ameaçadas e é preciso intensificar a luta das mulheres.

 

Mulheres do país inteiro estão nas ruas para dizer que não aceitam perder o que conquistaram e lutando por um país mais igualitário e principalmente para acabar com a violência contra as mulheres. Noss mandato reafirma o compromisso com a luta feminina e acredita que só é possível construir uma sociedade justa e fraterna com as mulheres ocupando o poder. 

 

Nosso mandato popular reafirma compromisso com a luta feminina e acredita que só é possível construir uma sociedade justa e fraterna com as mulheres ocupando os mesmo espaços de poder.

 

Deputado federal Rubens Otoni (PT-GO)