Arquivo mensal janeiro 2015

Rubens Otoni está entre os 20 melhores políticos de Goiás

O Deputado Federal Rubens Otoni está entre os 20 melhores políticos de Goiás em 2014. O resultado foi publicado na edição de 4 a 10 de janeiro de 2015, do Jornal Opção. Conforme a notícia, quem avaliou os melhores de Goiás, foram outros políticos de 10 partidos diferentes escolhidos pelo Jornal.

Para chegar ao resultado foram usados três critérios: sucesso eleitoral, habilidade na articulação política e capacidade administrativa.

Rubens Otoni foi apontado por todos como deputado mais atuante no Estado. Adriana Accorsi, Humberto Aidar e Luis Cesar Bueno também estão na lista dos 20 melhores. Assim, como o Professor Edward Madureira.

Para Rubens Otoni os nomes do Partido dos Trabalhadores na lista entre os 20 melhores políticos de Goiás em 2014 é um motivo de orgulho e parabeniza os companheiros.

Veja a lista:

Adriana Accorsi (PT) — deputada estadual;

Agenor Mariano (PMDB) — vice-prefeito de Goiânia;

Alexandre Baldy (PSDB) — deputado federal;

Anselmo Pereira (PSDB) — presidente da Câmara Mu­nicipal de Goiânia;

Bruno Peixoto (PMDB) — deputado esta­dual;

Célio Silveira (PSDB) — de­putado federal;

Daniel Vilela (PMDB) — deputado fede­ral;

Delegado Waldir So­ares (PSDB) — deputado federal;

Diego Sorgatto (PSD) — deputado estadual;

Eduardo Ma­chado — presidente nacional do PHS;

Edward Madureira (PT) — ex-reitor da UFG;

Elias Vaz (PSB) — ve­reador;

Ernesto Roller (PMDB) — deputado estadual;

Eurípedes Júnior — presidente nacional do Pros;

Fábio Sousa (PSDB) — deputado federal;

Flá­via Morais (PDT) — deputada federal;

Francisco Júnior (PSD) — de­putado estadual;

Giuseppe Vecci (PSDB) — deputado federal;

Gustavo Sebba (PSDB) — deputado estadual;

Helio de Sousa (DEM) — presidente da Assembleia Le­gis­la­tiva de Goiás;

Henrique A­rantes (PTB) — deputado esta­dual;

Heuler Cruvinel (PSD) — deputado federal;

Humberto Aidar (PT) — deputado estadual;

Humberto Machado (PMDB) — prefeito de Ja­taí;

Jayme Rincon (PSDB) — presidente da Age­top;

Jean Carlo (PHS) — deputado estadual;

José Eliton (PP) — vice-gover­nador;

Jovair Arantes (PTB) — deputado federal;

Lêda Borges (PSDB) — deputada esta­dual;

Lincoln Tejota (PSD) — deputado estadual;

Lucas Vergílio (SD) — deputado federal;

Lúcia Vânia (PSDB) — senadora;

Luis Cesar Bueno (PT) — deputado estadual;

Maguito Vilela (PMDB) — prefeito de Aparecida de Goiânia;

Mané de Oli­veira (PSDB) — deputado esta­dual;

Marconi Perillo (PSDB) — governador de Goiás;

Marcos Abrão (PPS) — deputado federal;

Marquinho do Privê (PSDB) — deputado esta­dual;

Paulo Cezar Martins (PMDB) — deputado estadual,

Pedro Chaves (PMDB) — deputado federal;

Roberto Balestra (PP) — deputado federal;

Ronaldo Caiado (DEM) — senador;

Rubens Otoni (PT) — deputado federal;

Talles Bar­reto (PTB) — deputado estadual;

Tayrone di Martino (PT) — vereador;

Vilmar Rocha — presidente do PSD e

Virmondes Cruvinel Filho (PSD) — deputado estadual

 

Com informnações Jornal Opção

Assessoria de Comunicação
assessoria.imprensa@rubensotoni.com
(62) 3092-1013 / 3701-0619

Beneficiários têm até dia 16 para atualizar cadastro do Bolsa Família

Beneficiários do Bolsa Família que receberam aviso no extrato de pagamento devem atualizar os dados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal até o dia 16 de janeiro. A atualização deve ser feita com documentos pessoais e dos demais integrantes da família.

Quem recebeu o aviso e não atualizar as informações poderá ter o beneficio bloqueado a partir de fevereiro. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à fome, até novembro, dos 1,2 milhão de beneficiários que devem recadastrar os dados, 709,7 mil haviam procurado os gestores do programa para a atualização.

A revisão é feita todos os anos com foco nos beneficiários que não atualizam os dados no Cadastro Único há mais de dois anos. Quem não recebeu o aviso no extrato de pagamento está com as informações em dia.

Todos os beneficiários do programa devem atualizar o cadastro voluntariamente a cada dois anos ou a cada vez que nascer um filho, houver mudança de escola, alteração no endereço residencial ou qualquer informação relevante.

Além do Bolsa Família, a falta de atualização do cadastro implica perda de outros benefícios, como a tarifa social de energia elétrica.

Saiba mais

A atualização cadastral é um dos mecanismos de controle do Bolsa Família. Qualquer alteração – como mudança de endereço ou de renda, localização da escola dos filhos para acompanhamento da frequência escolar ou composição familiar – deve ser comunicada à gestão municipal.

A cada dois anos, o responsável pelo benefício precisa atualizar ou confirmar seus dados junto à prefeitura, para que continue recebendo o pagamento do programa.

Apenas devem fazer a atualização das informações os beneficiários que recebem avisos no extrato de saque do Bolsa Família, que são os que não atualizam os dados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal há mais de dois anos.

 

Com informações Blog do Planalto

Assessoria de Comunicação
assessoria.imprensa@rubensotoni.com
(62) 3092-1013 / 3701-0619

Retificando boatos de um imbróglio partidário, João Gomes destaca: quer continuar na Prefeitura

Matéria publicada na coluna Anápolis, Jornal Opção – 04 a 10/01/2015.

Lista dos melhores políticos de Goiás em 2014. Na avaliação de 20 políticos

Matéria publicada em Bastidores, Jornal Opção – 04 a 10/01/2015.